fbpx

Sidebar

09
Ter, Ago

MEC lança programa para fomentar a expansão de educação a distância nas universidades federais

Notícias EAD

O Ministério da Educação (MEC), por meio da Secretaria de Ensino Superior (SESu), lançou nesta segunda-feira (20), o Programa para Expansão da EaD nas Universidades Públicas Federais – Reuni Digital. Estavam presentes no evento o Ministro da Educação, Victor Godoy, o Secretário-Executivo do MEC, José Barreto Júnior, o Secretário da Educação Superior, Wagner Vilas Boas de Souza, a Coordenadora do Centro de Gestão de Estudos Estratégicos (CGEE), Sofia Daher Aranha, e representando as universidades que aderiram ao projeto-piloto, o Reitor da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Sylvio Puga.

O Ministério da Educação (MEC), por meio da Secretaria de Ensino Superior (SESu), lançou nesta segunda-feira (20), o Programa para Expansão da EaD nas Universidades Públicas Federais – Reuni Digital. Estavam presentes no evento o Ministro da Educação, Victor Godoy, o Secretário-Executivo do MEC, José Barreto Júnior, o Secretário da Educação Superior, Wagner Vilas Boas de Souza, a Coordenadora do Centro de Gestão de Estudos Estratégicos (CGEE), Sofia Daher Aranha, e representando as universidades que aderiram ao projeto-piloto, o Reitor da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Sylvio Puga.

O projeto tem como objetivo realizar um esforço temporário para testar e avaliar a oferta de cursos de Educação a Distância (EaD) nas Instituições Federais de Educação Superior brasileiras. No total, serão ofertadas 5.020 novas vagas, por ano, em cursos de graduação. Durante a cerimônia, o Ministro da Educação, Victor Godoy, também assinou uma portaria com autorização para criação de 152 novos cargos de docentes no programa. Inicialmente, eles devem atuar em 14 cursos de graduação, na modalidade EaD, das universidades federais em diferentes regiões do país.

Conheça o ExpertEAD e tire seu curso do papel

Durante o evento o Secretário da Educação Superior, Wagner Vilas Boas de Souza, destacou que a iniciativa teve início antes mesmo da pandemia. “A Secretaria já entendia que a expansão, ampliação e permanência dos estudantes na educação superior a distância é uma estratégia promissora no contexto educacional do país. Alinhada com a Meta 12 do PNE, a SESu buscou estruturar a implantação do programa Reuni Digital por meio de projeto-piloto, visando proporcionar a manutenção da qualidade do ensino, bem como estabelecer as condições para a ampliação da oferta de vagas em cursos de graduação na modalidade EAD”, explicou Vilas Boas.

Para o Secretário-Executivo do Ministério da Educação, José Barreto Júnior, essa é mais uma entrega do MEC que vem ao encontro do uso da tecnologia para impulsionar a educação brasileira. “O EaD vem para quebrar paradigmas e ajudar a população que realmente precisa, não só oriunda do núcleo rural, mas também de regiões longínquas do Brasil.” Destacou que essa iniciativa permite uma formação em nível superior àqueles que têm de trabalhar em período integral. “Quando falamos em EaD, é necessário calibrar para que não haja evasão logo no primeiro ano e 5.000 alunos, para um piloto, está na calibragem ideal,” concluiu.

Conheça o ExpertEAD e tire seu curso do papel

Ainda na oportunidade, o Ministro da Educação, Victor Godoy, afirmou que o programa pretende ampliar o acesso e a permanência dos estudantes na educação superior pública, por meio da educação a distância e assegurar a qualidade da oferta. “Ao mesmo tempo, ficamos contentes com o crescimento do ensino EaD, por gerar mais oportunidades das pessoas terem acesso ao ensino superior e tenham cursos de qualidade à sua disposição”, afirmou Godoy.

No  lançamento também foi apresentada uma coletânea de estudos que foram desenvolvidos ao longo de dois anos pela SESu e o portal do Reuni Digital l. O projeto consolidou o ‘Diagnóstico da EaD no Brasil’, com foco no cenário atual da EaD no país; o ‘Benchmarking Internacional’, a fim de revelar as políticas, estratégias e ferramentas em EaD de alguns países, de modo a contribuir para orientação de futuras práticas no plano de expansão brasileiro; a ‘Análise dos Desafios para a Expansão da EaD’ no Brasil; o ‘Plano de Expansão das EaD’ para estabelecer os objetivos, metas e ações articuladas visando a consolidação da proposta de expansão; e o ‘Monitoramento do Plano’ um documento voltado ao acompanhamento dos desdobramentos e avaliação dos resultados do Reuni Digital.

As dez primeiras universidades a aderirem ao Reuni Digital, com oferta de cursos de graduação a distância são: Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Universidade Federal do Mato Grosso, Universidade Federal do Cariri, a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira , Universidade Federal do Piauí, Universidade Federal do Amazonas, Universidade Federal Rural da Amazônia, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Universidade Federal de Alfenas e Universidade Federal de Itajubá.

 Fonte: Gov

Conheça o ExpertEAD e tire seu curso do papel